Flowers

Results 26 thru 50
Page 2 of 3       < 1 | 2 | 3 >

APL 1235
As canas da Índia e os buxeiros

FURTADO-BRUM, Ângela, Açores: Lendas e outras histórias, Ponta Delgada, Ribeiro & Caravana editores, 1999 , 53-55
- (VILA DO PORTO) ILHA DE SANTA MARIA (AÇORES)

Havia, em S. Maria, um homem casado que tinha um barco e vivia com algum desafogo por ser muito assorteado e apanhar sempre grande quantidade de peixe, que vendia ou ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 738
[As flores do túmulo do padre]

PARAFITA, Alexandre, Património Imaterial do Douro - Narrações Orais (contos, lendas, mitos) Vol. 1, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2007 , 144
Granja Do Tedo (TABUAÇO) VISEU

No lugar de Cima [em Granja do Tedo] está a capela da Senhora do Socorro, toda ladrilhada de cantaria, e no meio dela uma grande lápide com a inscri ...

[Unsure / Uncommitted] [Citation/Quote]

APL 2545
Lenda da princesa de Alandra

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Faro (Sé) (FARO) FARO None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 698
Lenda das amendoeiras

LOPES, Morais, Algarve: as Moiras Encantadas, s/l, Edição do Autor, 1995 , 9-12
- (FARO) FARO

Diz a lenda que existiu
Dinorah, filha de Aghar...
Por terras d’aquém não houve
Moira de tanto encantar...

Seus olhos eram da cor
Duma noite sem luar ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 1975
Lenda das amendoeiras

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Carvoeiro (LAGOA) FARO

    Nos tempos em que o Algarve era dominado pelos Mouros, havia um rei a quem foi oferecida uma escrava de pele branca, loira, de olhos azuis, que tinha sido raptada ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2615
Lenda das Amendoeiras

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Quelfes (OLHÃO) FARO None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 84
Lenda das Amendoeiras

DOMINGUES, J. D. Garcia, Silves, guia turístico da cidade e do concelho, [Faro], Região de Turismo do Algarve, 1989 , 61
- (SILVES) FARO

É muito antiga esta lenda das amendoeiras e foi atribuida a muitas regiões. Parece que tem a sua origem mais remota na Pérsia, país tradicional de campos de ...

[Convinced Disbelief] [Scientific written text]

APL 2385
Lenda das Amendoeiras

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
- (OLHÃO) FARO None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2005
Lenda das Amendoeiras

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Albufeira (ALBUFEIRA) FARO

Conta a lenda, que havia um rei português que morava aqui no Algarve e casou-se com uma bela senhora da nobreza do Norte da Europa, e ela gostava muito ...

[Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 2404
Lenda das Amendoeiras

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Silves (SILVES) FARO None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2316
Lenda das amendoeiras em flor

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
- (TAVIRA) FARO None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2080
“Lenda das Amendoeiras em Flor”

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
São Brás De Alportel (SÃO BRÁS DE ALPORTEL) FARO

Quando o Algarve estava sobre o domínio dos mouros houve um rei que se apaixonou por uma princesa nórdica. O rei mouro fez então um acordo com ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 126
Lenda das Amendoeiras em Flor

AA. VV., -, Lendas e Gastronomia Olhanenses, Olhao, Ensino Recorrente e Educação Extra-Escolar / Coord. Concelhia de Olhão, 2002 , 1-2
- (OLHÃO) FARO

Era uma vez, há muitos e muitos séculos, antes de Portugal ter nascido para a história do mundo...Era no tempo em que o Al-Gharb pertencia completamente aos ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2834
Lenda das Amendoeiras em Flor

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisbon, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume III, pp. 205-211
Silves (SILVES) FARO None [Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 1814
Lenda das Amendoeiras em Flor

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
- (FARO) FARO

A filha de um chefe Mouro queria casar como as donzelas cristãs, que iam vestidas de noiva, de branco. Então, o pai dela que era chefe mouro, n ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 227
Lenda das maias

VALLE, Carlos, Revista de Etnografia, Tradições Populares de Vila Nova de Gaia, Porto, Junta Distrital do Porto, 1965 , 130-131
- (VILA NOVA DE GAIA) PORTO

Quando os judeus perseguiram Jesus com o propósito de o matar os soldados foram avisados da sua presença numa certa aldeia onde florescia uma giesteira.
 Por isso, seguiram ...

[Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 208
Lenda das Maias

GONÇALVES, António J., Monografia da Vila de Almodôvar, Almodovar, Associação Cultural e Desportiva da Juventude Almodovarense, s/d , 131
Santa Cruz (ALMODÔVAR) BEJA

Andavam os judeus à procura de Jesus para o matarem, quando certo dia, à noitinha, o viram recolher-se a uma casa de aparência humilde.
 Então, para poderem na manhã seguinte ...

[Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 1866
Lenda das Maias

FURTADO-BRUM, Ângela, Contos Tradicionais Açorianos, Ponta Delgada, João Azevedo Editor, 2003
- (RIBEIRA GRANDE) ILHA DE SÃO MIGUEL (AÇORES)

Num país distante andavam uns homens à procura de Jesus para o matarem. Um dia, à noitinha, viram-no entrar numa casa de gente pobre e humilde. Então, para poderem, na ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2887
Lenda das Margaridas de Nossa Senhora

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisbon, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume IV, pp. 267-271
- (IDANHA-A-NOVA) CASTELO BRANCO None [Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 3025
Lenda das Rosas de Rosais

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisbon, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume V, pp. 207-210
Rosais (VELAS) ILHA DE SÃO JORGE (AÇORES) None [Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 2861
Lenda da Virgem das Açucenas

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisbon, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume IV, pp. 47-51
Fornos De Algodres (FORNOS DE ALGODRES) GUARDA None [Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 2837
Lenda dos Aloendros

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisbon, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume III, pp. 237-242
Faro (Sé) (FARO) FARO None [Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 2888
Lenda dos Raminhos de S. João

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisbon, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume IV, pp. 275-280
Cambas (OLEIROS) CASTELO BRANCO None [Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 921
Nossa senhora de jerusalém

FERREIRA, Joaquim Alves, Lendas e Contos Infantis , Vila Real, Edição do Autor, 1999 , 84-86
Sanfins Do Douro (ALIJÓ) VILA REAL

 Em tempos longínquos, havia uma linda menina de família modesta que tinha por oficio guardar ovelhas no monte.
 Costumava levar sempre consigo uma cesta com a merenda e ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 739
O mistério da açucena

PARAFITA, Alexandre, Património Imaterial do Douro - Narrações Orais (contos, lendas, mitos) Vol. 1, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2007 , 144
Granja Do Tedo (TABUAÇO) VISEU

Já a minha mãe me dizia que dentro daquela capela, onde o Padre Francisco está sepultado, e numa frincha da sua sepultura, uma vez nasceu uma açucena. Ficou ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]


Results 26 thru 50
Page 2 of 3       < 1 | 2 | 3 >