Aves

Results 1 thru 16
Page 1 of 1

APL 822
A Arca de Noé

VILHENA, M. Assunção, Gentes da Beira Baixa, Lisboa, Colibri, 1995 , 96
- (PROENÇA-A-NOVA) CASTELO BRANCO

Quando foi o Dilúvio, depois de quarenta e quatro horas de chuva, o Senhor
mandou o corvo ver se já havia terra descoberta, O corvo achou carne de gente ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 1300
A arvelinha, ave sagrada

FURTADO-BRUM, Ângela, Açores: Lendas e outras histórias, Ponta Delgada, Ribeiro & Caravana editores, 1999 , 124-125
- (PONTA DELGADA) ILHA DE SÃO MIGUEL (AÇORES)
Types: 750 E,

Estava-se em meados do século quinze, quando a ilha de S. Miguel se começava a povoar. Era um dia de Julho, quente, mas refrescado por um ventinho suave ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 651
A Condenação da Noitibó

DIAS, Jaime Lopes, Contos e Lendas da Beira, Coimbra, Alma Azul, 2002 , 47
- (CASTELO BRANCO) CASTELO BRANCO
Types: 750 E,

Na mesma histórica jornada, acompanhou, durante muito tempo, os santos Viajantes uma ave de aspecto triste e canto lúgubre, que, voando, voando em pequenos vôos, ia dizendo ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 653
A Excomunhão das Penas da Perdiz

DIAS, Jaime Lopes, Contos e Lendas da Beira, Coimbra, Alma Azul, 2002 , 49
Ladoeiro (IDANHA-A-NOVA) CASTELO BRANCO
Types: 750 E,

Pela mesma ocasião, em outro lugar da jornada, estava escondida, próximo do caminho, uma perdiz que, com o seu voo estridente e rápido, fez estremecer os Santos ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 1045
A lenda das andorinhas

AA. VV., -, Literatura Portuguesa de Tradição Oral, s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , L15
- (CHAVES) VILA REAL

Conta a lenda que num campo de Nazaré cheio de sol, o Menino Jesus brincava com as suas mãozinhas amassando barro e fazendo com ele passarinhos de asas abertas ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 1867
A origem das andorinhas

FURTADO-BRUM, Ângela, Contos Tradicionais Açorianos, Ponta Delgada, João Azevedo Editor, 2003
- (PONTA DELGADA) ILHA DE SÃO MIGUEL (AÇORES)

Há muitos, muitos anos, quando o menino Jesus era pequenino, andava às vezes pelo campo entretidinho, amassando barro e fazendo com ele passarinhos de asas abertas que poisava no ch ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 1078
A rolinha brincalhona

HENRIQUES, Francisco , Contos Populares e Lendas dos Cortelhões e dos Plingacheiros, Vila Velha de Ródão, Associação de Estudos do Alto Tejo, 2001 , 39
- (PROENÇA-A-NOVA) CASTELO BRANCO

Quem já andou na escola, e mesmo quem nunca o fez, sabe a função utilitária desta instituição.
 Mas reconhece também, penso eu, o prazer que é faltar ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição de Memória]

APL 2109
As Andorinhas

OLIVEIRA, Francisco Xavier d'Ataíde, Contos Tradicionaes do Algarve, Vol. II, Porto, Typographia Universal, 1905 , 433
Algoz (SILVES) FARO

As andorinhas são tidas entre o nosso povo algarvio como aves sagradas e por isso não consente que as maltratem nem vê com boa cara que alguém ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição de Memória]

APL 211
Lenda da pita-cega e a lavandeira

OLIVEIRA, Casimiro, Raízes: Poesia, Contos e Lendas, Mogadouro, Associação Cultural e Recreativa de Soutelo, 1998 , 65-66
Soutelo (MOGADOURO) BRAGANÇA

Quando S. José e Nossa Senhora fugiram para o Egipto com o menino, a fim de escaparem à fúria de Herodes, como o Anjo lhes ordenara, tiveram que atravessar áridas ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição de Memória]

APL 1854
Lenda das pegas

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a, , TSM, Cd 8, faixa 36
Arouca (AROUCA) AVEIRO

Não sei se sabe as pegas gostam muito de mexer em qualquer coisa que reluza… Elas gostam muito de mexer, e a Rainha Santa Mafalda também as amaldi ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 480
O galo da páscoa

TENGARRINHA, Margarida, Da Memória do Povo, Lisboa, Colibri, 1999 , 70
- (PORTIMÃO) FARO
Motivos: C221.1.,

Types: 767 A,

Vou contar a razão por que não se deve comer ave de capoeira no domingo de Páscoa.
 Já a minha avó e a minha mãe tamb ...

[Some Belief] [Transcrição Oral]

APL 2111
O Pintarroxo

OLIVEIRA, Francisco Xavier d'Ataíde, Contos Tradicionaes do Algarve, Vol. II, Porto, Typographia Universal, 1905 , 457-458
Algoz (SILVES) FARO

Segundo a tradição, no momento em que Cristo do alto da cruz pronunciava as célebres palavras: «perdoai-lhes, pai, que eles não sabem o que fazem», e nem ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição de Memória]

APL 1076
O pisco escrivão

HENRIQUES, Francisco , Contos Populares e Lendas dos Cortelhões e dos Plingacheiros, Vila Velha de Ródão, Associação de Estudos do Alto Tejo, 2001 , 37-38
- (PROENÇA-A-NOVA) CASTELO BRANCO

Deus estava na fase de ordenação do Mundo que acabara de criar. E pela sua frente, e de S. Pedro, iam desfilando os animais, cada qual mencionando as suas ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição de Memória]

APL 3060
O rouxinol vaidoso

CAETANO, Amélia, "Lendário Mafrense" in Boletim Cultural '93, Mafra, Câmara Municipal de Mafra, 1994 , 271
Mafra (MAFRA) LISBOA

Na rua do Sabão havia um rouxinol muito vaidoso. Todas as manhãs de sol ele ia tomar banho ao rio para ser o rouxinol mais bonito, ali na ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 652
Pitinhas de Nossa Senhora

DIAS, Jaime Lopes, Contos e Lendas da Beira, Coimbra, Alma Azul, 2002 , 48
Idanha-A-Nova (IDANHA-A-NOVA) CASTELO BRANCO
Types: 750 E,

Ainda na fuga para o Egipto, a pequena distância de Nossa Senhora e de São José, seguia uma modesta mas interessante avezinha.
 Na cabeça uma poupa ou ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2103
Um Pintarroxo

OLIVEIRA, Francisco Xavier d'Ataíde, Contos Tradicionaes do Algarve, Vol. II, Porto, Typographia Universal, 1905 , 436
- (LOULÉ) FARO

Esta avezinha tem a parte anterior da cabeça vermelha, cor de sangue. O povo crê que aquela nódoa apanhou ela quando Cristo recebeu na cruz a lançada ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição de Memória]


Results 1 thru 16
Page 1 of 1