Tomada de Castelos

Results 1 thru 25
Page 1 of 3       1 | 2 | 3 >

APL 2238
[A águia e a truta]

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas II, Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , 660
Trute (MONÇÃO) VIANA DO CASTELO

Uma rainha de Aragão foi sentenciada à morte pelo rei seu marido, em virtude de uma intriga de criados. Sabedora da sorte que a esperava, disfarçou-se e fugiu. Foi-lhe ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição de Memória]

APL 712
A lenda do palácio de estoi

LOPES, Morais, Algarve: as Moiras Encantadas, s/l, Edição do Autor, 1995 , 88-94
Estoi (FARO) FARO

As lendas sempre teciam,
Noutros tempos, noutras eras,
Histórias que entonteciam
O sorrir das primaveras.

Romances que as gerações
Doutras gerações traziam,
P’ra falar aos cora ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 1483
Alenquer

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , tomo I, p. 94
Alenquer (Santo Estêvão) (ALENQUER) LISBOA

 Nos fins de abril de 1148, poz D. Affonso I cêrco a Alemquer, que os mouros defendiam obstinadamente. Durava o cêrco havia dois mezes, quando na manhã de ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 1486
Almourol

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , tomo I, p. 155
Tancos (VILA NOVA DA BARQUINHA) SANTARÉM

Era, no seculo, XII, senhor d’Almourol um emir arabe, chamado Al-morolan (do qual pretendem alguns que o castello tomou o nome), e o mouro n’elle habitava com sua ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 640
A Maldição de Ródão

DIAS, Jaime Lopes, Contos e Lendas da Beira, Coimbra, Alma Azul, 2002 , 7-11
Vila Velha De Ródão (VILA VELHA DE RÓDÃO) CASTELO BRANCO

Sobranceiras às célebres Portas de Ródão erguem-se, ainda hoje, velhas ruínas de uma antiga fortaleza que o povo diz ter sido o Castelo do Rei Wamba ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3186
[A moira de Alfeizerão]

S/A, ., Algumas Lendas da Região de Alcobaça (Dossier de Informação Turística), Alcobaça, Câmara Municipal de Alcobaça, 2000 , 3
Alfeizerão (ALCOBAÇA) LEIRIA

Segundo outra versão, Zaira, a donzela moura, apaixona-se por certo cavaleiro cristão e, por ele captada, recebera-o, alta noite, sem a mínima desconfiança. O indigno sedutor ...

[Unsure / Uncommitted] [Citação]

APL 2001
A moura Salúquia

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Amareleja (MOURA) BEJA

Esta lenda passou-se em Moura. Moura pertenceu aos árabes [...] e tem um castelo com uma torre muito grande que dá para um jardim. Conta-se que a moura que lá morava ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 2459
A Porta da Traição

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Silves (SILVES) FARO

Conta-se em Silves que na época dos mouros, uma princesa apaixonou-se por um soldado Cristão e que uma noite esse cristão pede-lhe para abrir a porta do castelo ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 2681
A Princesa Saluquia de Moura

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
- (MOURA) BEJA

É sobre uma princesa que governava chamada Saluquia, era filha de Abu Assam. E ela apaixonou-se pelo alcaide de Arouche.
Na véspera do casamento, pois, havia uma grande festa. Como ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 377
A princesa zara

CABRAL, João, Anais do Município de Leiria, Vol. III, Leiria, Câmara Municipal de Leiria, 1993 , 224
Leiria (LEIRIA) LEIRIA

Era uma vez… nos tempos já muito distantes do Rei Afonso, que do Norte vinha para o Sul conquistando terras e mais terras que estavam na posse da moirama, chegou ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 1204
A tomada de Souane aos mouros

MARTINS, Pe. Firmino, Folklore do Concelho de Vinhais. Vol. 1, s/l, Câmara Municipal de Vinhais, 1987 [1928] , 272-273
Pinheiro Novo (VINHAIS) BRAGANÇA

Senhores da vila de Souane davam os mouros amiudadas sortidas pelas terras circunvizinhas, causando aos cristãos prejuízos sem conta. Cansados estes de por tanto tempo sofrerem o jugo ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 2580
A tomada do castelo de Aljezur pelos mouros

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Aljezur (ALJEZUR) FARO

Os do castelo foram tomar o banho do 19 de Agosto, à praia e no castelo ficou a avó e a neta.
A avó era cega e o castelo fica num ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 1525
Celorico da Beira

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , tomo II, p. 234
- (CELORICO DA BEIRA) GUARDA

Em 1245, era alcaide-mór de Celorico, D. Fernando Rodrigues Pacheco, por D. Sancho II. Sendo este rei deposto, e nomeado governador do reino seu irmão, o conde de ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 1937
[Deladeu]

AZEVEDO, Ana, A Literatura Oral na Comunidade Emigrante Portuguesa em Montreal, Faro, Universidade do Algarve, 2002 , # 179
- (MONÇÃO) VIANA DO CASTELO

É lá em cima em Monção. Fizeram o cerco ao castelo da  ocupação (dos espanhóis).
Acontece então que fizeram o cerco e eles à fome, ou ficavam à fome ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 2244
Deuladeu Martins

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas II, Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , 683-684
Monção (MONÇÃO) VIANA DO CASTELO

Durante as guerras de D. Fernando I de Portugal com Henrique II de Castela, veio Pedro Rodrigues Sarmento, adiantado de Galiza, pôr cerco à vila de Monção.
 Foi ent ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3117
[Do Postigo da Traição ao Vale da Osseira]

PARAFITA, Alexandre, Património Imaterial do Douro (Narrações Orais), Vol. 2, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2010 , 225
- (CARRAZEDA DE ANSIÃES) BRAGANÇA

“Junto desta Torre [de Homenagem] está hum piqueno Postiguo que chamão de treição que olha para o norte, e poente por donde he vulgar tradição se escapara ...

[Unsure / Uncommitted] [Citação]

APL 2692
Évora

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , Tomo III, p. 90-91
- (ÉVORA) ÉVORA

Giraldo Giraldes descendia de uma nobre familia, de appellido Pestana, e era natural da Beira.
Parece que era da villa de Ferreiros de Tendaes, ou suas immediações. (Vide Ferreiros ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 1925
[Francisco de Ornelas]

AZEVEDO, Ana, A Literatura Oral na Comunidade Emigrante Portuguesa em Montreal, Faro, Universidade do Algarve, 2002 , # 106
Praia Da Vitória (Santa Cruz) (PRAIA DA VITÓRIA) ILHA TERCEIRA (AÇORES)

 Francisco de Ornelas era um cortesão muito ligado a D. João IV. Portanto estamos na Restauração de Portugal, que se deu em Lisboa; no 1º de Dezembro ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 2246
Inês Negra

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas II, Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , 687-688
- (MELGAÇO) VIANA DO CASTELO

Os Castelhanos tinham-nos tomado a maior parte das povoações fortificadas do Alto Minho; porém, o valor dos Portugueses os tinha feito capitular a quase todos e só Melga ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 857
Inês Negra

CAMPELO, Álvaro, Lendas do Vale do Minho, Valença, Associação de Municípios do Vale do Minho, 2002 , 59-61
- (MELGAÇO) VIANA DO CASTELO

Acabados os ecos da retumbante batalha de Aljubarrota, urgia consolidar a independência da Portugal, reconquistando terras e praças fortes ainda na posse dos castelhanos, que recusavam a autoridade ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3254
Leiria

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , Tomo IV, pp. 70-71
Leiria (LEIRIA) LEIRIA

Leiria foi, em 715, conquistada aos godos, pelos mouros, commandados por Muça e Tarife.
D. Fruela I a reconquistou em 753; mas Mahomet, rei de Córdova, a tornou ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 2787
Lenda da Bezerra de Monsanto

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume II, pp. 219-225
Monsanto (IDANHA-A-NOVA) CASTELO BRANCO

Nesses tempos que se perdem nos longes da memória, era assim mesmo: o somatório dos anos não cansava os homens que se entregavam abnegadamente à defesa dos seus ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2839
Lenda da Castelã de Salir

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume III, pp. 255-259
Salir (LOULÉ) FARO

Será a história da origem do nome de uma das mais belas e pitorescas vilas do Algarve, terra de encantamentos. Separada do Alentejo pela ribeira do Vascão, a ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2840
Lenda da Conquista do Pé Nela

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume III, pp. 263-267
- (PENELA) COIMBRA

Quando el-rei D. Afonso Henriques soube o que se passara, deu largas à sua cólera.
— Pois que é feito dos meus valentes homens de armas, que assim se deixam vencer pelos ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2829
Lenda da Conversão dos Mouros de Trancoso

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume III, pp. 161-164
- (TRANCOSO) GUARDA

Há lendas tão ligadas à nossa História, que dificilmente conseguimos saber onde acaba essa mesma História e começa a Lenda. É o caso, por exemplo, da lenda da ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]


Results 1 thru 25
Page 1 of 3       1 | 2 | 3 >